Segundo relatório, as transportadoras de contêineres gerariam coletivamente lucros de até US$ 8 bilhões em 2015

Uma mistura tóxica de excesso de capacidade, a fraca demanda e preços comerciais agressivos está ameaçando a rentabilidade da indústria naval para o resto do ano. De acordo com a previsão do relatório da Container Forecaster publicado pela consultoria de navegação global Drewry, as transportadoras de contêineres gerariam coletivamente lucros de até US$ 8 bilhões em 2015, mas a visão do relatório é que o mercado terá sorte se não quebrar já em 2015.

Isto significa que algumas linhas estarão de volta no vermelho até o final de 2015. Segundo a pesquisa, a única maneira de resolver isso são as transportadoras tomarem medidas mais radicais para lidar com o excesso de capacidade, que agora está afligindo praticamente todas as principais rotas de comércio.

A Drewry calcula que as taxas de frete médias globais diminuirão em ritmo mais rápido desde 2011, quando a queda na receita unitária da indústria foi na média de 10%. A perspectiva para a evolução da taxa de frete não tem sido ajudada pelas taxas locais registradas no trimestre, dados mostram que as quatro principais rotas de comércio Leste-Oeste encabeçam um curso de queda de 32% ano-a-ano.

A recente decisão da Ocean Three lines para remover aproximadamente 4% da capacidade comercial no comércio Ásia-Norte da Europa deve ajudar nas iniciativas dos transportadores empurrarem as taxas de julho e agosto para cima. Porém, segundo o relatório, a ação é apenas uma solução temporária.

Fonte: Guia Marítimo